| 
  • If you are citizen of an European Union member nation, you may not use this service unless you are at least 16 years old.

  • Get control of your email attachments. Connect all your Gmail accounts and in less than 2 minutes, Dokkio will automatically organize your file attachments. You can also connect Dokkio to Drive, Dropbox, and Slack. Sign up for free.

View
 

Engenharia Civil - Topografia II

Page history last edited by MARCIA 6 years, 4 months ago

Topografia II

 

Coordenador: Paulo Carvalho

Equipe: Emília Rabbani

            Márcia Macedo

            Aguinaldo Silva

            Kátia Kater

            Ricardo Vasconcelos

 

 

 

  1. Topografia II
    1. Objetivos do Curso
    2. Bibliografia
      1. Bibliografia Complementar
    3. Componentes Curriculares
      1. Aulas
      2. Resolução de Exercícios
      3. Projeto
      4. Avaliação
    4. Informações Relevantes
      1. Monitoria
      2. Sistema de Aprovação
      3. Frequência

 

 

 

 

 

 

Objetivos do Curso

 

Capacitar os alunos para realização de levantamentos altimétricos.

Saber transportar cotas por qualquer tipo de nivelamento, calcular os erros cometidos, fazer a compensação, interpolação e a representação do relevo por todos os métodos conhecidos (gráficos ou analíticos; manual ou eletrônico).

Saber calcular, na terraplanagem, um movimento de terras.

Saber analisar um nivelamento e utilizar os conhecimentos nos projetos e locações de obras civis.

Saber escolher o método fotogramétrico, topográfico ou geodésico (usando G.P.S.) para a realização do serviço.

 

 

Bibliografia

 

1) Curso de topografia e caderneta de campo (Lelis Espartel, Editora Globo)

2) Topografia contemporânea (Carlos Loch e Jucelei Cordine)

3) G.P.S. Introdução e aplicações práticas (Primo Beraldo e Sérgio Monteiro, Editora Luana)

4) Tratado General da topografia (W. Jordan, Editora Gustavo Gili)

5) Projeções cotadas (Alcyr Pinheiro Rangel, Ao Livro Técnico)

6) Aerofotogrametria (Mauro Ricci, Setembrino Petri, Cia Editora Nacional)

 

 

Bibliografia Complementar

 

1) Topografia  (José Jorge de Seixas, Editora UFPE)

2) Elementos de Desenho Topográfico (Editora Mac Graw Hill do Brasil LTDA)

3) Exercício de Topografia (Alberto Campos Borges, Editora Edgar Bluchar)

4) Topografia (Celso Cardão)

5) Manuais Técnicos do Exército DSG  ( Nivelamentos geométrico, trigonométrico, e barométrico, Convenções Cartográficas, Apoio Topográfico)

6) Notas de Aula do IME (Topografia, Cartografia, Determinação de Superfície)

7) Normas da ABNT NBR 13.133

8) Normas da ABNT NBR 14.166

9) Topografia I e II (Xeres de Carvalho)

10) Topografia e Astronomia (Domingos Aranha)

 

 

 

 

 

 

Componentes Curriculares

 

  

 

Aulas

 

A duração do curso é de 90 horas-aula (108 encontros). As aulas são divididas em 60 horas-aula práticas e 30 horas-aula teóricas. Serão ministradas 6 horas semanais.

 

 

Resolução de Exercícios

Parte das aulas teóricas será destinada à resolução de exercícios e exemplos prático buscando um maior aprofundamento do conteúdo teórico. Esses exercícios são também preparatórios para as provas.

 

Projeto

Execução de nivelamento geométrico, trigonométrico e taqueométrico na Faculdade de Odontologia de Pernambuco - FOP, localizada em Camaragibe/PE.

 

 

Avaliação

 

Primeira Nota

A primeira nota será composta da seguinte forma:

Exercício Escolar - Peso 7

Lista de Exercícios - Peso 2

Teste - Peso 1

 

Segunda Nota

A segunda nota será composta da seguinte forma:

Exercício Escolar - Peso 4

Projeto - Peso 5

Lista de Exercícios - Peso 1

 

Informações Relevantes

 

 Monitoria

falta confirmar

  •  
  •  
  •  

 

 

Sistema de Aprovação

 

A freqüência é obrigatória, considerando- se reprovado em componente curricular o aluno que não comparecer, pelo menos, a 75 % das aulas teóricas ou práticas, computadas separadamente; 

o aluno é reprovado sem direito a exame final, se obtiver menos de 75 % de freqüência.

 

Frequência

 

Não há abono de faltas às aulas ou às provas, ainda que se trate de credo comprovado por autoridade eclesiástica, de doença comprovada por atestado médico ou de viagem a serviço em trabalhos extraordinários, quer se trate de órgãos públicos ou privados, mesmo sendo o motivo comprovado através de documento, salvo os casos de tratamento excepcional assegurado pela legislação em vigor. 

A duração do tratamento excepcional não ultrapasse o máximo (25 %), ainda admissível em cada caso, para a continuidade do processo pedagógico de aprendizagem

 

 

 

 

Comments (0)

You don't have permission to comment on this page.